Posso Viajar Com Óleo De CBD?

Published:

O mundo está mais ligado do que nunca e não apenas pelas redes sociais. Nunca foi tão acessível viajar, quer doméstica ou internacionalmente. A dificuldade, porém, é que nem toda a gente gosta de viajar. Ansiedade, estômago enjoado e stress são sintomas comuns sentidos entre passageiros de meios aéreos, que podem ser o suficiente para impedir que algumas pessoas sequer viajem.

Felizmente, o CBD pode ajudar; porém, isso coloca os viajantes numa situação complicada - as regras sobre o CBD e viagens aéreas são pouco claras.

CBD e voar - onde estamos?

Se o óleo de CBD se tornou uma parte natural da sua rotina diária, até mesmo uma viagem curta pode fazê-lo pensar sobre levar ou não o CBD. Por ser legal (na maioria dos países) comprar, vender e usar, então com certeza viajar com ele não será um problema? Bom, como todas as coisas relacionadas com o CBD, a resposta é sim e não.

Muitos países ainda não se decidiram sobre como regular o CBD e, portanto, ele caiu numa zona cinzenta que geralmente o coloca junto da cannabis, a contra-parte intoxicante do cânhamo. A maioria dos óleos de CBD na Europa são produzidos com cânhamo comercial que possui menos de 0,3% de THC, sendo legal e não-psicotrópico. Infelizmente, é no estigma injusto contra o CBD e a sua associação com a cannabis que começam os problemas para viajantes frequentes e para o Governo. Nos EUA, por exemplo, o óleo de CBD pode ser derivado de cânhamo e cannabis, com certas exceções possíveis para ambos os tipos de produtos - complicado, não é?

Entendendo a lei federal e as regulamentações da TSA

Embora a lei federal dos EUA seja de longe uma das mais complexas, pelo menos no que diz respeito ao CBD, a América é um dos poucos lugares no mundo onde começamos a ver clarificações sobre voar com o CBD. A Transportation Security Administration (TSA) é a responsável por fiscalizar toda a área de aeroportos da América. Até recentemente, a posição da TSA sobre o CBD tratava-o da mesma forma que a cannabis medicinal, apesar dos efeitos distintos de ambos. Em 2018, a TSA atualizou suas diretrizes sobre o CBD e declarou o seguinte:

"Produtos/medicamentos que contêm CBD derivado de cânhamo ou são aprovados pela FDA são legais desde que tenham sido produzidos dentro das regras definidas pela lei sob o Agriculture Improvement Act de 2018".

A parte "derivado de cânhamo" da declaração é crucial. Produtores confiáveis devem também fazer testes independentes dos seus produtos. Isso permite que você confira precisamente o óleocontém. Desde que o THC permaneça abaixo dos 0,3%, poderá transportar o produto de CBD num voo doméstico dentro dos EUA.

Diretrizes incertas fazem das viagens internacionais uma zona proibida para o CBD

O problema com viagens internacionais é que é necessário considerar as leis do país para o qual se dirige, além do país de origem. Apesar de os produtos de CBD derivados de cânhamo serem largamente aceites na maior parte da Europa, EUA e Canadá, cada país possui uma posição ligeiramente diferente sobre o composto. Portanto, todos os produtos de CBD caem no mesmo caldeirão de diferentes jurisdições e, sem pesquisa extensiva ou permissão escrita, os riscos associados com o transporte do CBD num voo pesam mais do que os benefícios - pelo menos por enquanto.

Levar CBD na bagagem-de-mão

Se você planeua viajar domesticamente, seja dentro dos EUA ou no seu país de residência, há algumas coisas a fazer para poder viajar com CBD de forma menos stressante possível. No final das contas, na maioria dos casos, o componente promete aliviar a ansiedade e não piorá-la!

• Leve provas de que o seu CBD é derivado de cânhamo

Devido às distinções das diretrizes entre CBD derivado de cânhamo e de cannabis, é altamente recomendável trazer provas de que o seu CBD é derivado de cânhamo. Produtores confiáveis de CBD devem ter os seus produtos testados por laboratórios independentes para garantir a proporção correta de canabinóides. Se possível, traga impresso o resultado de qualquer teste relacionado com os seus produtos para provar que o seu óleo de CBD é legítimo - se for questionado. Se não for possível obter os testes de laboratório impressos, tente pelo menos levar a embalagem do seu óleo, onde deverá conter a quantidade de THC do produto.

• Entender regulações locais

Se não estiver a viajar internamente nos EUA, pesquise a posição do seu país de destino sobre o CBD. Como mencionámos, apesar de o óleo de CBD ser legal para compra e uso, pode não ser adequado para levar num voo. Caso viaje dentro dos EUA, pesquise sobre as regras nos estados de origem e de destino. Só porque o local de origem permite óleo de CBD num voo não quer dizer que o local de destino também o permita - a pesquisa sobre regras em vigor é crucial.

• O óleo de CBD deve seguir as mesmas regras para os demais líquidos

Supondo que o óleo de CBD é aceite no seu voo, não se esqueça de seguir as regras padrão em relação aos líquidos. As regras variam de país para país, mas, na maioria dos casos, os líquidos devem estar num contentor transparente e serem declarados na alfândega. Não tente esconder o seu óleo de CBD; trate-o como qualquer outro líquido transportado num voo.

Uma nota final sobre voar com CBD

Na maioria das situações, a dificuldade de levar o CBD num voo será provavelmente maior do que quaisquer potenciais benefícios que a substância ofereceria. As regulamentações nos EUA estão um pouco mais claras, mas até mesmo viajar com CBD entre estados pode ser desafiador. Se não pode ficar sem tomar CBD, pesquise completamente todas as regulações aplicáveis. Pode sempre contactar uma companhia aérea ou agência de segurança diretamente para saber a posição deles em relação a viajar com óleo de CBD, especialmente se não houver nenhum guia online.

Registe-se e aproveite 10% de desconto na sua primeira compra

De que produto eu preciso?