Published:

Updated:

Author: Luke Sholl

5-HTP: Benefícios, Usos, Dosagem e Efeitos Colaterais

5-HTP

O 5-Hidroxitriptofano (5-HTP) tem um papel crucial na quantidade de serotonina produzida por nosso corpo. Porém, com muitas doenças sendo relacionadas a baixos níveis de serotonina, as pessoas estão recorrendo a suplementos de 5-HTP para encorajar o bem-estar. Para descobrir o que precisa saber sobre o 5-HTP, e se a suplementação é adequada para você, continue lendo.

O que é o 5-HTP?

Começando com o básico, o 5-HTP é um aminoácido natural que vem do L-triptofano (também um aminoácido). Quando consumimos comidas ricas em L-triptofano, enzimas corporais convertem o ácido em 5-HTP, que é então convertido para 5-HT, outro nome para a serotonina.

Pode parecer um pouco confuso no início, mas o 5-HTP aumenta os níveis da chamada "molécula da felicidade", a serotonina, influenciando o bem-estar.

Para a maioria de nós, níveis suficientes de 5-HTP vêm de comidas ricas em L-triptofano, como sementes, soja, queijo e peru. Porém, algumas pessoas escolhem suplementar 5-HTP para aumentar os níveis de serotonina. Em breve analisaremos o motivo, mas o resumo é que níveis maiores de serotonina podem ajudar em problemas relacionados ao humor, enxaquecas e problemas de sono.

Felizmente, as sementes da planta do oeste africano Griffonia simplicifolia são uma fonte abundante de 5-HTP, e com um processamento cuidado se tornam suplementos disponíveis rapidamente.

Agora que sabemos de onde o 5-HTP vem, é hora de ver com mais detalhes como ele pode promover o bem-estar.

O 5-HTP é efetivo?

Pesquisas sugerem uma relação entre níveis baixos de serotonina e um aumento de risco de depressão, enxaquecas e insônia. A suposição natural é que aumentar os níveis de serotonina (via suplementação de 5-HTP) pode ajudar a combater essas condições.

É claro que os casos concretos são muito mais complexos que focar em apenas um neuroquímico, mas estudos provisórios sugerem que pode ser um bom ponto de partida. Com isso em mente, vamos examinar algumas das evidências a favor da suplementação com 5-HTP.

Depressão

O periódico médico Trends in Pharmacological Sciences[1] buscou entender o impacto da suplementação com 5-HTP na depressão resistente a tratamento. Tradicionalmente, inibidores de serotonina elevam os níveis naturais de 5-HT no cérebro. Porém, em pacientes resistentes a tratamento, manter níveis levemente elevados não é o suficiente para combater sintomas da depressão.

É nesses casos que indivíduos buscam suplementos de 5-HTP como uma maneira de aumentar níveis de serotonina além do possível com medicação tradicional.

Um modelo animal de comportamento depressivo mostra que suplementos de 5-HTP elevam de maneira robusta o 5-HT", e que ao imitar a interação em humanos, medicamentos com 5-HTP poderiam ser uma solução "segura e efetiva" de buscar.

Enxaquecas

Outra doença frequentemente ligada a baixos níveis de serotonina é enxaqueca. Embora a causa exata da enxaqueca não seja entendida completamente, o 5-HT pode ser um fator importante, graças às evidências de um estudo de 2011[2]. Pesquisadores estabeleceram uma relação entre deficiência de serotonina e enxaquecas hemiplégicas ao examinar dois irmãos com várias condições genéticas debilitantes.

Embora a falta de serotonina seja provavelmente parte de um problema maior com sinalização das células, ela apoia a noção de que alguns tipos de enxaqueca podem ser induzidos ou piorados por uma deficiência.

Problemas do sono

O papel do 5-HTP no sono é interessante, pois a suplementação pode aumentar o estado de vigília[3]. Porém, por outro lado, os níveis mais altos de serotonina (como resultado da suplementação de 5-HTP) podem melhorar o humor, e portanto combater alguns dos problemas relacionados ao humor que atrapalham o sono restaurador.

Existe também a interação inata entre serotonina e melatonina a se considerar. A glândula pineal precisa da serotonina para produzir melatonina, o hormônio indutor do sono responsável por controlar o ritmo circadiano do corpo. Níveis suficientes de serotonina podem encorajar um sono saudável, mas as implicações exatas serão diferentes de pessoa a pessoa.

Os estudos acima representam uma amostra das evidências apoiando os benefícios à saúde do 5-HTP. Você também encontrará relações encorajadoras entre 5-HTP e muitos problemas de saúde que ainda não mencionamos, mas ainda é recorrente a falta de pesquisa qualitativa sobre todas as doenças. Por enquanto, teremos que aguardar para que os pesquisadores descubram o potencial completo do 5-HTP nesse campo.

Dosagem

A dose do 5-HTP depende da razão pela qual está tomando. Diferentes doses influenciam o corpo de maneiras diferentes. Portanto, você pode usar as seguintes diretrizes como ponto de partida:

• Sono: 100-300mg, em torno de trinta minutos antes de dormir.

• Enxaquecas: 100-200mg. Quanto à frequência, pode consumir em intervalos regulares ao longo do dia (até três vezes por dia com uma refeição) ou tomar 5-HTP quando sentir a enxaqueca começando.

• Humor: 50-100mg. A chave para tomar 5-HTP para o humor é a frequência. Mantendo uma dose mais baixa que o normal, mas tomando o suplemento de forma mais frequente, pode ser uma estratégia efetiva para melhorar o humor. Quando possível, tome o suplemento com comida até três vezes por dia.

Como é o caso com qualquer componentes que influencia o equilíbrio neuroquímico de nosso corpo, é melhor começar devagar. Com isso, queremos dizer que é ideal começar com a parte mais baixa das doses recomendadas. É importante ver como nosso corpo responde, pois à medida que a dose aumenta, também cresce a probabilidade de efeitos colaterais.

Possíveis efeitos colaterais

Após vermos os benefícios potenciais e dosagens, é hora de analisar os possíveis efeitos adversos do 5-HTP. Felizmente, a probabilidade de efeitos colaterais é baixa, e os que ocorrem parecem ser suaves. Pesquisas sugerem que o suplemento é geralmente seguro para tomar diariamente, mas possíveis efeitos colaterais incluem:

• Azia
• Náuseas/Vômitos
• Dores estomacais/diarreia
• Tontura

É também importante entender que o impacto do 5-HTP nos níveis de serotonina pode interagir com alguns medicamentos prescritos, incluindo SSRIs e outros antidepressivos. Portanto, você deve discutir com seu médico antes de suplementar.

Cuidados e precauções

De uma forma geral, os riscos associados com suplementação de 5-HTP são mínimos; porém, devemos tomar cuidado com algumas circunstâncias únicas. Mesmo que não se encaixe nas categorias abaixo, é sempre benéfico discutir qualquer tipo de suplemento antes com um médico. Eles oferecerão conselhos com base no seu caso específico muito mais preciso do que qualquer dose ou recomendação na internet.

Mulheres grávidas ou lactantes devem evitar tomar 5-HTP. Não há evidência que sugerem que seja danoso, mas não existem provas do contrário também. Quando estão envolvidos recém-nascidos, é sempre melhor ser cuidadoso. O mesmo se aplica a crianças, especificamente aquelas abaixo de doze anos. Crianças acima de doze podem tomar 5-HTP, mas deve discutir isso com um médico.

O último aviso inclui indivíduos prestes a fazer cirurgia. Alguns dos medicamentos administrados durante a cirurgia podem alterar o equilíbrio de serotonina de seu corpo, e você não quer interromper ainda mais o funcionamento tomando suplemento de 5-HTP. Idealmente, deve parar o consumo de 5-HTP por no mínimo duas semanas antes da cirurgia planejada.

E aí está; um resumo dos usos, benefícios e efeitos colaterais do 5-HTP. Com um bom perfil de segurança, efeitos colaterais limitados e muito potencial; não há dúvidas que o 5-HTP pode ser um suplemento valioso para o bem-estar.

Se está buscando uma gama diversa de suplementos naturais para o bem-estar, por que não visitar a loja da Cibdol para uma seleção de óleos, cápsulas, suplementos, cremes e mais? Ou, se quiser aprender mais sobre como o corpo controla a dor, sono e humor, visite nossa Enciclopédia CBD.

Fontes

[1] Jacobsen, J. P. R., Krystal, A. D., & Krishnan, K. R. R. (2017). Adjunctive 5-hydroxytryptophan slow-release for treatment-resistant depression: Clinical and pre-clinical rationale. NCBI. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5728156/ [Fonte]

[2] Horvath, G. A., Selby, K., & Poskitt, K. (2011). Hemiplegic migraine, seizures, progressive spastic paraparesis, mood disorder, and coma in siblings with low systemic serotonin. SAGE Journals. https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/0333102411420584 [Fonte]

[3] Watson, C. J., Baghdoyan, H. A., & Lydic, R. (2011). Neuropharmacology of Sleep and Wakefulness. NCBI. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3026477/ [Fonte]

Author
Luke Sholl

Title/author.

Luke Sholl
Com mais de uma década de experiência escrevendo sobre CBD e canabinoides, Luke é um jornalista consagrado e escritor-chefe para a Cibdol e outras publicações sobre canabinoides. Comprometido com os fatos, sua fascinação pelo CBD também engloba fitness, nutrição e prevenção de doenças.
Luke Sholl

Title/author.

Luke Sholl
Com mais de uma década de experiência escrevendo sobre CBD e canabinoides, Luke é um jornalista consagrado e escritor-chefe para a Cibdol e outras publicações sobre canabinoides. Comprometido com os fatos, sua fascinação pelo CBD também engloba fitness, nutrição e prevenção de doenças.
De que produto eu preciso?
As Seen On: