About the author
Sources
Fontes

[1] Lu M, Dai T, Murray CK, Wu MX. Propriedade bactericida do óleo de orégão relativamente a isolados clínicos resistentes a múltiplos medicamentos. Frontiers in microbiology. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/labs/pmc/articles/PMC6182053/. Publicado a 5 de outubro de 2018. [Fonte]

[2] Rúa J;Fernández-Álvarez L;de Castro C;Del Valle P;de Arriaga D;García-Armesto MR; J. Atividade antibacteriana contra a Staphylococcus aureus de origem alimentar e capacidade antioxidante de vários compostos fenólicos puros. Foodborne pathogens and disease. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21034269/. Publicado em 2011. [Fonte]

[3] Veenstra JP, Johnson JJ. Extrato de orégão (origanum vulgare) para a preservação alimentar e melhoria da saúde gastrointestinal. International journal of nutrition. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/labs/pmc/articles/PMC6508890/. Publicado em 2019. [Fonte]

[4] Han F, Ma G-Q, Yang M, et al. Composição química e atividades antioxidantes dos óleos essenciais de diferentes partes do orégão. Journal of Zhejiang University. Science. B. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/labs/pmc/articles/PMC5260481/. Publicado em 2017. [Fonte]

Back

O que é que o Orégão Faz pelo Corpo?

O orégão é um membro proeminente da família da menta, e uma especiaria de referência nos pratos a nível mundial. No entanto, o orégão pode ser muito mais do que uma adição saborosa às suas receitas favoritas, graças a uma variedade de potencial de bem-estar. Continue a ler para ficar a saber o que precisa saber sobre o impacto da erva no bem-estar.

O que é o orégão?

A maioria de nós conhece o orégão como uma simples, contudo saborosa especiaria encontrada nos armários de cozinha a nível mundial. No entanto, a especiaria é muito mais do que uma especiaria comum na cozinha espanhola, italiana e francesa. De facto, este poderá apoiar várias necessidades de bem-estar graças à sua diversa seleção de antioxidantes, vitaminas, minerais e terpenos.

No entanto, antes de mergulharmos nos potenciais benefícios para a saúde do orégão, analisemos alguns dos detalhes formais da planta, incluindo o seu aspeto, onde cresce e os diferentes cultivares disponíveis.

O orégão (Origanum vulgare) é uma planta perene da família da menta que cresce nativamente em todo o hemisfério norte. Uma vez preparado, este assume o aspeto de simples flocos verde-oliva, mas em estado selvagem este produz flores roxas vibrantes. Além disso, algumas espécies de orégão só são cultivadas para dar cor e vivacidade aos jardins.

A planta tem inclusive uma história enraizada na cultura grega e romana, com ambas a associarem o orégão à alegria e felicidade e, assim que revelarmos alguns dos benefícios de bem-estar propostos, talvez fique a pensar o mesmo.

De onde vem o orégão?

Mencionámos que o orégão cresce nativamente em todo o hemisfério norte, mas este nem sempre foi o caso. A planta teve origem no Mediterrâneo, favorecendo o amplo sol e as temperaturas mais quentes. Isto não quer dizer que não consegue prosperar em climas mais frios, mas quererá colher as plantas antes da chegada do inverno.

O orégão também é conhecido por outro nome — manjerona selvagem ou doce. No entanto, isto é uma frequente fonte de confusão dado que a manjerona é o nome de diferentes espécies de especiarias. A manjerona é muito mais doce do que o orégão e não contém a mesma mistura de terpenos. Assim sendo, embora partilhem ligações com a família da menta, estas são, de facto, plantas diferentes. Lembre-se apenas, se estiver a comprar orégão nas lojas, que deve procurar pelo nome formal (orégão) ou por manjerona doce.

Quais são os benefícios do orégão?

O orégão deve o seu proposto impacto sobre a saúde humana à ampla variedade de vitaminas, minerais e terpenos que compõem a sua estrutura química. Abaixo destacamos a literatura científica para apoiar a sua ampla influência.

Antibacteriano

Em primeiro lugar, temos alguma ação antibacteriana promissora cortesia de dois estudos. Um artigo de 2018 examinou as propriedades bactericidas do óleo de orégão contra várias infeções associadas a feridas.[1] Após três dias consecutivos de aplicação, os investigadores notaram uma ligação entre o óleo de orégão e a carga bacteriana reduzida.

Esta evidência aparenta andar de mãos dadas com um estudo similar publicado vários anos antes no Foodborne Pathogens and Disease.[2] Dois dos principais componentes encontrados no orégão (carvacrol e timol) demonstraram atividade antimicrobiana contra a Staphylococcus aureus, uma bactéria particularmente desagradável.

Anti-inflamatório

O orégão apresenta uma mistura sofisticada de compostos naturais que interagem com várias funções biológicas no interior do corpo humano. Uma análise de 2019 notou que estes elementos podem ajudar a suprimir a inflamação no interior do trato GI dos ratos, graças aos resultados de um estudo controlado utilizando 0,2% de óleo de tomilho e 0,1% de óleo de orégão.[3]

Antioxidante

Um estudo colaborativo de investigadores na China procurou caracterizar o impacto antioxidante de vários óleos essenciais contidos no orégão.[4] A sua evidência aponta para uma ligação promissora entre o consumo de O. vulgare L. e danos reduzidos pelos radicais livres no corpo. Eles observaram que o carvacrol e timol, em particular, são os mais influentes.

Efeitos secundários do orégão

A utilização do orégão para influenciar o bem-estar ocorre tipicamente através de dois métodos: consumo oral e aplicação tópica. Encorajadoramente, o primeiro aparentar não ter quaisquer efeitos secundários visíveis dado que tipicamente consome o orégão em conjunto com outros alimentos, mantendo as doses baixas.

No entanto, devemos salientar que as evidências para apoiar o perfil de segurança do orégão ainda estão a decorrer. Assim sendo, deve ter bom senso, e caso sinta quaisquer efeitos secundários adversos (dores estomacais, náusea, fadiga), então deixe de utilizar imediatamente.

Quanto à aplicação tópica, uma vez mais, as evidências que apoiam a baixa toxicidade do orégão estão sujeitas a estudos contínuos. Recomenda-se que aplique uma pequena quantidade de óleo essencial numa área não-sensível da pele primeiro. Desde que não haja quaisquer reações adversas, pode começar a utilizar o produto conforme instruído.

Principais conclusões

Parece que o orégão poderá ter implicações abrangentes no bem-estar geral, comprovando ser mais do que uma mera especiaria. Desde a sua possível influência na atividade bacteriana até à sua mistura sofisticada de fitoquímicos, há muito mais do que há primeira vista se vê nesta erva perene.

Como sempre, a chave com o orégão, ou qualquer planta ou alimento benéfico, é uma abordagem equilibrada. Não tem de preocupar-se em temperar todos os pratos, mas se houver alguns que poderão beneficiar do seu sabor agradável e seco, então é um complemento bem-vindo.

Não há qualquer dúvida de que a sua abundância de vitamina K e outros minerais e terpenos chave pode reforçar o seu objetivo de levar um estilo de vida equilibrado e realizador. Caso não seja um fã do sabor, a boa notícia é que encontrará os principais componentes do orégão infundidos em suplementos populares tais como a nossa respetiva fórmula CBD Immune Booster.

Para sentir a vasta influência das substâncias naturais, navegue pela loja Cibdol para dispor de uma gama completa de suplementos de alta qualidade. Ou, para saber mais sobre os óleos essenciais e fitoquímicos, visite a nossa Enciclopédia CBD.

Author
Luke Sholl

Title/author.

Luke Sholl
Com mais de uma década de experiência escrevendo sobre CBD e canabinoides, Luke é um jornalista consagrado e escritor-chefe para a Cibdol e outras publicações sobre canabinoides. Comprometido com os fatos, sua fascinação pelo CBD também engloba fitness, nutrição e prevenção de doenças.
Luke Sholl

Title/author.

Luke Sholl
Com mais de uma década de experiência escrevendo sobre CBD e canabinoides, Luke é um jornalista consagrado e escritor-chefe para a Cibdol e outras publicações sobre canabinoides. Comprometido com os fatos, sua fascinação pelo CBD também engloba fitness, nutrição e prevenção de doenças.
Fontes

[1] Lu M, Dai T, Murray CK, Wu MX. Propriedade bactericida do óleo de orégão relativamente a isolados clínicos resistentes a múltiplos medicamentos. Frontiers in microbiology. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/labs/pmc/articles/PMC6182053/. Publicado a 5 de outubro de 2018. [Fonte]

[2] Rúa J;Fernández-Álvarez L;de Castro C;Del Valle P;de Arriaga D;García-Armesto MR; J. Atividade antibacteriana contra a Staphylococcus aureus de origem alimentar e capacidade antioxidante de vários compostos fenólicos puros. Foodborne pathogens and disease. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21034269/. Publicado em 2011. [Fonte]

[3] Veenstra JP, Johnson JJ. Extrato de orégão (origanum vulgare) para a preservação alimentar e melhoria da saúde gastrointestinal. International journal of nutrition. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/labs/pmc/articles/PMC6508890/. Publicado em 2019. [Fonte]

[4] Han F, Ma G-Q, Yang M, et al. Composição química e atividades antioxidantes dos óleos essenciais de diferentes partes do orégão. Journal of Zhejiang University. Science. B. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/labs/pmc/articles/PMC5260481/. Publicado em 2017. [Fonte]

De que produto eu preciso?
As Seen On: