Author: Luke Sholl
Reviewed by: Levent Mendirme
About the author
Reviewed by
A picture of Luke Sholl
Com mais de uma década de experiência escrevendo sobre CBD e canabinoides, Luke é um jornalista consagrado e escritor-chefe para a Cibdol e outras publicações sobre canabinoides. Comprometido com os fatos, sua fascinação pelo CBD também engloba fitness, nutrição e prevenção de doenças.
Read more.
A picture of Levent Mendirme
Levent Mendirme, licenciado em farmácia, é um especialistas em lipossomas com mais de 28 anos de experiência farmacêutica. Fundador e Diretor de Operações da E-Conn Healthcare Consulting e um membro do Conselho de Consultores Científicos na CureSupport Group, o conhecimento e a paixão de Levent pela vida saudável só se equiparam o seu extenso conhecimento sobre produtos de cuidados de saúde.
Read more.

Lipossomas: O que Precisa Saber

Lipossomas: O que Precisa Saber

Apesar de serem microscópicos, os lipossomas infundem uma nova vida nos suplementos, fórmulas de bem-estar, entre outros, protegendo e preservando os ingredientes ativos. Continue a ler para ficar a saber como é que estas vesículas pequeníssimas funcionam.

O que são os lipossomas?

Embora tenham sido inicialmente descobertos por Alec D Bangham e RW Horne em 1961, a viabilidade dos lipossomas enquanto um meio não tóxico de entrega direcionada do medicamento só foi alcançada em 1965. Desde então, a indústria farmacêutica tem utilizado cada vez mais os lipossomas para entregar em segurança medicamentos no corpo enquanto melhoram a sua eficácia.[1]

Mas o que é que os lipossomas têm que os torna nos transportadores ideais para o CBD, melatonina e milhares de outros ingredientes ativos?

O conceito de lipossomas é na realidade muito mais simples do que as revistas científicas fazem parecer. Essencialmente, os lipossomas são como um serviço de entrega microscópico pessoal, formando uma bolha protetora em torno dos ingredientes ativos enquanto repelem os elementos prejudiciais (tais como as enzimas digestivas). Pode colocar todo um conjunto de componentes dentro de um lipossoma para que possam viajar até ao sistema circulatório sem serem danificados.

Contudo, não devemos minimizar por completo a sofisticação dos lipossomas, dado que estes representam um descoberta significativa na entrega do medicamento. Muitos suplementos, medicamentos e fórmulas de bem-estar não seriam tão eficazes sem estes.

O que é a biodisponibilidade?

O valor dos lipossomas tem parcialmente a ver com o aumento da biodisponibilidade — até ao ponto em que uma determinada substância atinge o seu destino (a corrente sanguínea), medido a partir de 100%. A biodisponibilidade é crucial para substâncias como o CBD, porque quer que o máximo possível do canabinoide atinja a circulação sistémica, considerando uma dose específica.

A maior biodisponibilidade dos lipossomas não só significa que mais do ingrediente ativo atinge a corrente sanguínea, mas também que a influência é maior — por conseguinte, menos é necessário para alcançar o mesmo efeito. Por outras palavras, uma concentração mais baixa da fórmula de CBD poderá exercer uma influência similar a um produto de concentração mais elevada, protegendo simplesmente as ditas moléculas de CBD com os lipossomas.

Para que são utilizados os lipossomas

Os lipossomas oferecem vários benefícios essenciais. De seguida, enumeramos alguns dos mais dignos de menção:

• Os lipossomas são muito seguros, não-tóxicos e biocompatíveis.

• Estas pequeníssimas vesículas entregam os ingredientes ativos no local de ação, tornando-as no parceiro perfeito para o CBD e outros ingredientes naturais.

• Dado que os lipossomas não se desintegram até que os ingredientes ativos tenham alcançado o seu destino, estes fornecem tranquilidade aos fabricantes e consumidores.

• Os ingredientes ativos alcançam as células na sua forma pura e não adulterada, permitindo que os consumidores alcancem o efeito pretendido utilizando doses mais pequenas quando comparado com uma fórmula não-lipossomal comparável. Isto permite poupar dinheiro a longo prazo.

• Os lipossomas têm excelente estabilidade do pH, tornando-os ideais para suportarem as condições adversas do sistema gastrointestinal.

Como funcionam os lipossomas

Há muitas facetas na criação e utilização dos lipossomas, dado que foram cuidadosamente construídas com uma finalidade expressa em mente — a entrega dos ingredientes ativos.

1. Lipossoma provém das palavras gregas “lipos”, que significa "gordura", e "soma", que significa "corpo". O núcleo tanto pode ter soluções solúveis na gordura como soluções solúveis na água.

2. Para criar uma bolha estável e protetora em torno do núcleo, os lipossomas utilizam duas camadas de membranas de fosfolipídios (lípidos). Pode imaginar estes fosfolipídios como se parecessem, de certa forma, com girinos.

3. Com um cabeça atraída pela água (hidrofílica) e uma cauda repelida (hidrofóbica), é criada uma camada dupla quando as caudas dos fosfolipídios estão voltadas umas para as outras.

4. A principal estrutura de um lipossoma terá o ingrediente ativo no centro, rodeado pela cabeça dos nossos fosfolipídios estilo girinos. De seguida, a cauda liga-se à cauda de outra camada de fosfolipídios para criar a camada exterior do lipossoma.

5. Quando um lipossoma entra no corpo, a camada esférica mais externa (composta pelas cabeças lipídicas) previne que as substâncias entrem no núcleo.

6. Simultaneamente, a camada mais interior (também composta por cabeças de lipídicas, mas neste caso voltadas para dentro) detém o ingrediente ativo, mantendo-o protegido enquanto o lipossoma viaja pelo corpo.

7. Finalmente, o exterior do lipossoma é positivamente carregado (catiónico) para assegurar uma ingestão suave por parte das células.

Lipossomas nas fórmulas de suplementos

A natureza hidrofóbica do CBD é outro motivo pelo qual é uma solução ideal emparelhá-lo com os lipossomas. Como o CBD repele a água, este pode ser diretamente combinado com os lipossomas durante a formação vesicular, alcançando frequentemente uma eficácia de aprisionamento de 100%. Nenhum do CBD é perdido ou danificado durante este processo, levando a um produto muito superior para o cliente.

Lipossomas e vitamina C

Além de reforçar a função imunitária, a vitamina C contribui para a saúde e bem-estar de várias outras formas. A vitamina solúvel na água é necessária para a biossíntese do colagénio, o principal componente da fáscia, cartilagem, ligamentos, tendões, ossos e pele. A vitamina C também atua como um antioxidante, ajudando a neutralizar os radicais livres responsáveis por danos no ADN.

Com tantos potenciais benefícios, faz sentido maximizar a influência da vitamina C com lipossomas. Quanto toma um suplemento convencional de vitamina C, uma boa parte do comporto é danifica ou decomposta antes de atingir a corrente sanguínea. Felizmente, os lipossomas oferecem a proteção perfeita, reforçando notavelmente a biodisponibilidade da vitamina C.[2]

Lipossomas e o CBD

Já falámos sobre como os lipossomas são capazes de entregar o CBD em concentrações significativamente maiores quando comparado com as fórmulas convencionais. Por sua vez, isto permite que os utilizadores diminuam a dosagem necessária para alcançarem o efeito pretendido, poupando-lhes dinheiro com o passar do tempo. Mas quais são as melhores formas de entregar o CBD lipossomal?

Na grande maioria, a parceria entre os lipossomas e o CBD enquadra-se em duas categorias principais: tópica e oral.

Tópica

A categoria tópica é vasta e inclui produtos como cremes, pomadas, loções, óleos e bálsamos. Quando o CBD e outros ingredientes naturais são aplicados localmente, eles são absorvidos pela pele, permitindo que interajam com o SEC.

Ao adicionarmos os lipossomas às fórmulas tópicas, o resultado é um produto que entrega os ingredientes ativos mais profundamente na pele e permite uma metabolização mais lenta. Além disso, graças ao seu método de transporte altamente eficaz e totalmente natural, precisa de menos aplicações para tirar o máximo partido destes.

Oral

Os lipossomas são particularmente importantes para os que procuram utilizar o CBD e os nutrientes com a finalidade da saúde e do bem-estar. Estas pequeníssimas estruturas entregam percentagens muito maiores dos ingredientes ativos quando comparados com outros métodos de entrega.[3]

Ademais, as evidências sugerem cada vez mais que o CBD tem um alto nível de eficácia quando utilizado em maiores doses. De facto, a manutenção de um nível consistente de CBD nas células é frequentemente associada a efeitos positivos.

Os lipossomas tornam a conservação do CBD na corrente sanguínea muito mais simples e mais barata para o consumidor, particularmente sob a forma de óleos e cápsulas — ambos de ingestão — que continuam a ser as formas mais populares de CBD.

Os lipossomas são seguros?

Os lipossomas tornaram-se num pilar das indústrias farmacêutica e nutracêutica. Além de melhorarem imenso a biodisponibilidade dos ingredientes ativos, eles também são seguros e, acima de tudo, não-tóxicos. Este serviço de entrega sofisticado transporta os compostos naturais diretamente para as células, para que possamos colher o máximo benefício.

Como é óbvio, nem todas as substâncias precisam do apoio dos lipossomas, mas para as que precisam, eles oferecem um aumento considerável da biodisponibilidade. Para assegurar que as suas células conseguem absorver prontamente os lipossomas, eles devem ter o tamanho de uma partícula de 20 a 250 nm, valores habitualmente alcançados através da sonicação ou extrusão.

Como podemos constatar, o esforço de acrescentar lipossomas a fórmulas existentes de cuidados com a pele e orais pode render dividendos. Não há nenhuma dúvida de que os lipossomas passarão a desempenhar um papel cada vez maior no reforço da eficácia de futuros produtos naturais para o bem-estar.

Pronto para explorar a extensa gama de produtos para o bem-estar apoiada pela tecnologia lipossomal? Então, porque não navega pela loja Cibdol? Ou, para aprender mais sobre os ingredientes ativos destacados neste artigo, visite a nossa Enciclopédia CBD.

Fontes

[1] Akbarzadeh A, Rezaei-Sadabady R, Davaran S, et al. Lipossoma: classificação, preparação e aplicações. Nanoscale research letters. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3599573/. Publicado a 22 de fevereiro de 2013. [Fonte]

[2] Davis JL, Paris HL, Beals JW, et al. Ácido ascórbico encapsulado em lipossomas: influência na biodisponibilidade da vitamina C e na capacidade de proteger contra lesões de isquemia-reperfusão. Nutrition and metabolic insights. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4915787/. Publicado a 20 de junho de 2016. [Fonte]

[3] Canabidiol na estudo de biodisponibilidade de... - Curesupport. https://www.curesupport.com/wp-content/uploads/2021/01/NEOCURE_Study-result-1.pdf. Publicado em 2021. [Fonte]

De que produto eu preciso?
As Seen On: