Como é Testado e Analisado o Nosso Óleo de CBD?

Na Cibdol, temos orgulho da qualidade e pureza dos nossos produtos de CBD. É fácil uma empresa reivindicar que testa o seu CBD e ficar por aí, mas queremos que os nossos clientes tenham a certeza de que todos os produtos de CBD da Cibdol foram minuciosamente analisados e testados. Neste artigo, explicaremos o porquê de testarmos os nossos produtos, onde o fazemos e como o fazemos.

Porque é que testamos o nosso óleo de CBD

Queremos que os nossos clientes — você — se sintam confiantes que estão a receber um óleo de CBD limpo, seguro e de qualidade elevada. Os nossos óleos são concebidos segundo as normas de fabrico europeias mais estritas, utilizando cânhamo cultivado naturalmente e tecnologia de extração CO₂ topo de gama. Não contêm aditivos, químicos e impurezas. Uma coisa é afirmá-lo, outra é demonstrá-lo. É por isso que fornecemos um ficheiro PDF datado juntamente com cada produto disponibilizado através do nosso site.

Quando compra óleo de CBD na Cibdol, irá reparar em dois conjuntos de resultados de teste: análise relativa aos metais pesados e análise do lote de CBD.

A análise relativa aos metais pesados demonstra o nível destes contaminantes dentro de cada lote do nosso óleo de CBD — conforme demonstrado pelo número do lote em cada ficheiro. Este teste mostra que os nossos produtos se enquadram na Farmacopeia Europeia no que diz respeito aos volumes de chumbo, cádmio e mercúrio.

A análise do lote de CBD mostra um relatório de teste do canabinoide segundo o número do lote. A folha de dados exibe o nome da amostra, tipo de amostra e a data do teste. Também há uma tabela que detalha o volume de todos os canabinoides presentes no nosso óleo. Irá reparar num número alto ao lado do CBD, e quantidades detetáveis de CBG.

Contudo, a maioria dos outros canabinoides significativos — incluindo o THC — ficam abaixo do limite de medição. Os dados sobre o THC são particularmente essenciais para os utilizadores que estão preocupados com os produtos à base de óleo de CBD com níveis de THC que ultrapassam o limite legal. Os níveis diminutos de THC nos nossos óleos não produzirão qualquer efeito psicoativo.

A Cibdol também fornece uma análise dos terpenos no óleo. Os nossos óleos de CBD apresentam uma cor dourada. Isto deve-se ao facto de as nossas técnicas de extração removerem impurezas como a clorofila e os lípidos. No entanto, certificamo-nos de que os terpenos não são removidos. Segundo a teoria, estas moléculas aromáticas estabelecem uma sinergia com canabinoides como o CBD e, portanto, encontram o seu lugar na composição de todos os nossos óleos. Os resultados dos testes podem ser encontrados na página de Análise do Óleo de CBD. A ficha técnica exibe níveis de terpenos como o α-pineno, β-pineno, β-mirceno e d-limoneno em partes por milhão (ppm).

Com o nosso exaustivo conjunto de testes, os clientes sabem exatamente o que cada frasco contém.

Fundación CANNA — Onde testamos o nosso óleo de CBD

Todos os nossos óleos de CBD são testados pela Fundación CANNA, uma iniciativa sem fins lucrativos que estuda a canábis e os seus constituintes. A fundação foi estruturada para responder à procura crescente de análises das amostras de cânhamo e de canábis. Esta equipa especializada utiliza a sua tecnologia laboratorial para extrair e medir os canabinoides e terpenos. Também realizam estudos clínicos dedicados ao progresso da utilização de canabinoides para fins medicinais.

A Fundación CANNA também se preocupa com a utilização do butano, hexano e álcool isopropílico nas extrações. Estes produtos deixam frequentemente um rasto de resíduos químicos que pode ser prejudicial para o corpo. Além disso, a equipa realiza testes para avaliar a presença de metais pesados, pesticidas e contaminação microbiológica.

Como é testado o nosso óleo de CBD

A equipa da Fundación CANNA testa o conteúdo de canabinoides dos nossos óleos utilizando cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). Os ácidos canabinoides como o THCA e CBDA são convertidos em THC e CBD quando aquecidos. A HPLC não utiliza calor para extrair os canabinoides e, portanto, oferece uma medição mais precisa do conteúdo dos nossos produtos.

Em termos básicos, a HPLC funciona empurrando um solvente através de uma coluna enchida com material granular. Cada canabinoide reage de forma diferente ao material granular, fazendo com que atravessem a velocidades diferentes. Os cientistas conseguem então medir as quantidades de cada canabinoide à medida que chegam à outra extremidade, num detetor.

A Fundación CANNA pode medir quantidades dos ácidos canabinoides CBDA, CBGA e THCA, e dos canabinoides CBD, CBG, THC e CBN.

Quando se trata de detetar terpenos, a equipa mede as amostras de óleo utilizando cromatografia gás-líquido (CGL). Tal como a HPLC, a CGL funciona através da separação das moléculas para permitir que estas sejam mensuradas. A CGL vaporiza o óleo e separa os componentes numa coluna antes de ocorrer a deteção.

O teste do óleo de CBD melhora o controlo de qualidade e a confiança do cliente

Portanto, aqui tem — uma perspetiva interna sobre como são testados os nossos produtos de óleo de CBD. Esperamos que a nossa transparência tenha merecido a sua confiança. E lembre-se, consulte os ficheiros PDF para ver os resultados por si!

De que produto eu preciso?