Óleo de canábis: o que precisa de saber

Óleo de canábis: o que precisa de saber

O óleo de canábis deriva exclusivamente da marijuana, um tipo de canábis conhecida pelos seus efeitos psicotrópicos. No entanto, é comum o óleo de canábis ser confundido com o óleo CBD, e vice-versa. Continue a ler para ficar a saber tudo o que precisa sobre o óleo de canábis.

O que é o óleo de canábis?

O óleo de canábis é um tipo de concentrado que contém níveis significativos de THC. Embora também possa conter outros canabinoides e terpenos, o principal apelo do óleo de canábis é o seu efeito psicotrópico.

Para compreendermos de onde vem o óleo de canábis convém explicar resumidamente a classificação do género Cannabis Sativa. A maioria das pessoas fala sobre canábis como um termo genérico que se aplica a todas as espécies da planta. Todavia, há muitos subtipos de Cannabis Sativa que diferem, não só na sua aparência, mas também na sua estrutura química.

A diferença entre o cânhamo e a marijuana

O cânhamo, por exemplo, é uma variante seletivamente cultivada da Cannabis Sativa que tem baixo teor de THC — tornando-o o candidato ideal para os óleos CBD. A marijuana, por outro lado, refere-se às culturas de Cannabis Sativa que são cultivadas principalmente devido à sua abundância de THC. O tetrahidrocanabinol (THC) é o psicotrópico conhecido por produzir uma moca quando fumado, vaporizado ou ingerido.

Os óleos de canábis provêm exclusivamente da marijuana, não do cânhamo e, portanto, têm um efeito muito diferente no corpo humano. Ao invés de trabalharem lado a lado com o seu sistema endocanabinoide para promoverem o equilíbrio, os óleos de canábis ligam-se diretamente aos recetores no cérebro, provocando um redemoinho de alterações psicológicas temporárias.

Como funciona o óleo de canábis

Conforme destacámos, o fator determinante do óleo de canábis é a sua alta concentração de THC. Tal como outros canabinoides, o THC influencia o corpo através dos recetores conectados ao sistema endocanabinoide (SE), com uma afinidade particular pelos recetores CB1.

Os recetores CB1 concentram-se principalmente no cérebro, na medula espinhal e em partes do sistema digestivo. Ao invés de ativar gentilmente os recetores nestes locais, o THC sobrecarrega-os, levando a:

• Tempo de reação reduzido
• Euforia
• Maior apetite
• Coordenação enfraquecida
• Memória enfraquecida
• Estado mental alterado

O impacto do THC fez da marijuana uma das substâncias ilícitas mais amplamente utilizadas no mundo. Contudo, conforme pode constatar, os potenciais efeitos adversos fazem com que o THC seja altamente inadequado para ser considerado um suplemento diário para o bem-estar.

Como é feito o óleo de canábis?

O processo de produção do óleo de canábis é incrivelmente similar ao do óleo CBD. Ambos envolvem extrair canabinoides do material no estado bruto da planta, antes de acrescentar os ingredientes ativos a um óleo transportador.

Porém, no caso do óleo de canábis, é prestada menos atenção durante a extração, porque não é necessário remover compostos específicos. A escassez de precisão necessária permite que se recorra a técnicas menos proficientes, tais como extração com butano ou azeite. Não há qualquer requisito para controlar o rácio de THC, nem há realmente qualquer interesse em saber qual é a concentração de outros canabinoides.

Por que é que o óleo de canábis é preto?

O óleo de canábis é tipicamente preto, com uma consistência muito mais espessa quando comparado com o óleo CBD de padrão dourado. A diferença deriva da utilização de métodos de extração inferiores e da abundância de compostos excedentários deixados para trás como resultado dos métodos de extração utilizados. É um facto que podem haver pequenas concentrações de CBD no óleo de canábis, mas também podem haver compostos desnecessários como a clorofila e ceras naturais.

Óleo de canábis, óleo de THC e óleo de erva: o que significam os diferentes nomes?

Até aqui, utilizámos exclusivamente o termo "óleo de canábis" para descrevermos os óleos ricos em THC, mas também podemos encontrar os termos "óleo de THC" e "óleo de erva" enquanto navegamos pela Internet.

Todos estes três nomes referem-se à mesma coisa — óleos focados principalmente no THC. O óleo de THC, tal como o nome sugere, tira proveito do tetrahidrocanabinol, e o óleo de erva (erva é um termo utilizado na gíria e significa marijuana) também tem como alvo principal este canabinoide.

A única diferença discernível entre o óleo de canábis, óleo de THC e óleo de erva é mesmo os seus nomes. Dito isto, dependendo da estirpe de marijuana utilizada e do processo de produção, o extrato final em qualquer um destes produtos pode conter diferentes níveis de uma variedade de canabinoides, terpenos e flavonoides — não há um padrão definido na indústria.

Independentemente do nome que lhe dá, qualquer óleo que contenha um valor acima do limite legal de 0,2% de THC (na Europa) não é permitido por lei. Este limite é ligeiramente superior nos EUA (0,3%), mas o resultado continua a ser o mesmo — os óleos de canábis, THC e de erva não são legais na maioria do mundo moderno. Há, como é óbvio, locais onde a marijuana para fins recreativos e medicinais é permitida, mas estes cenários são a exceção à regra.

O problema com os óleos de canábis é, como facilmente constatamos, a presença de altos níveis de THC. O canabinoide é proibido segundo três tratados principais: a Convenção Única sobre Estupefacientes de 1961, a Convenção sobre Substâncias Psicotrópicas de 1971 e a Convenção Contra o Tráfico Ilícito de Estupefacientes e Substâncias Psicotrópicas de 1988. O isolamento e extração do THC da canábis é altamente perseguido em algumas regiões, e aconselhamos vivamente contra a utilização ou compra de óleos de canábis a não ser que saiba, explicitamente, que este é permitido onde vive.

O óleo de canábis e o óleo CBD são a mesma coisa?

Embora o óleo de canábis e o óleo CBD derivem da mesma espécie de planta, a diferença na estrutura química muda radicalmente o resultado final. Para facilitar a compreensão do quão diferentes estes óleos são, decidimos destacar os seus principais atributos abaixo.

Óleo de canábis

• Extraído da marijuana
• Produz uma moca
• Altos níveis de THC
• Tipicamente preto, com uma consistência mais espessa
• Sobrecarrega o SE
• Apresenta um espetro de canabinoides e terpenos

Óleo CBD

• Extraído do cânhamo industrial
• Contém menos de 0,2% de THC
• Apoia o bem-estar
• Sem moca ou efeitos secundários psicotrópicos
• Trabalha em conjunto com o SE
• O óleo CBD de alta qualidade terá uma aparência dourada
• Pode ser de espetro integral, espetro amplo ou isolado

Óleo de canábis — considerações finais

Infelizmente, as possíveis vantagens do óleo de canábis não superam a sua falta de adequabilidade para muitos indivíduos. Pelo contrário, o óleo CBD é muito mais versátil e apropriado para o utilizador comum, oferecendo um bem-estar melhorado sem provocar uma moca. Na Cibdol, todos os nossos óleos CBD são independentemente testados para assegurarmos que são legais, seguros e eficazes. Ao utilizarmos a extração altamente sofisticada com CO₂, a purificação e destilação, os nossos óleos CBD não contêm quaisquer níveis adversos de THC enquanto retêm todos os benefícios de um extrato de espetro integral (ex. o "efeito entourage").

Se quer sentir a vasta influência do óleo CBD de espetro integral, da Cibdol, porque não navega pela loja Cibdol? Oferecemos uma extensa gama de óleos, cápsulas, suplementos e cremes de CBD independentemente testados. Ou, caso queira saber mais sobre o efeito entourage e sobre os benefícios dos extratos de espetro integral, pode sempre explorar a nossa completa Enciclopédia do CBD.

De que produto eu preciso?
As Seen On: