O que São os Flavonoides?

O que São os Flavonoides?

Os flavonoides podem representar apenas uma pequeníssima porção dos fitoquímicos contidos no cânhamo, mas isso não faz com que sejam, de todo, menos importantes. Continue a ler para saber o que precisa sobre estes compostos coloridos.

O que fazem os flavonoides?

Dê uma vista de olhos ao corredor das frutas e legumes no seu supermercado local e qual é a primeira coisa que sobressai? Muito provavelmente, é o conjunto de cores deslumbrantes! Desde pimentões vermelhos até às laranjas, cebolas, mirtilos e uvas, todas estas frutas e legumes devem as suas cores vibrantes a um composto em particular — os flavonoides!

Os flavonoides são pequeníssimos fitonutrientes que existem na casca e camadas exteriores das frutas, legumes e plantas. Cada cor representa um flavonoide diferente, e ajuda a atrair polinizadores, a filtrar a luz UV ou a proteger contra as doenças.

Felizmente, as qualidades protetoras dos flavonoides poderão estender-se além das plantas e alimentos. Os investigadores descobriram que, quando as pessoas consomem os flavonoides, os compostos exibem algumas possibilidades excitantes enquanto antioxidantes naturais. Antes de analisarmos mais atentamente os efeitos que os flavonoides poderão ter na fisiologia humana, é útil saber onde pode encontrá-los.

Onde pode encontrar os flavonoides?

Temos de ser claros; o termo "flavonoides" é uma classificação geral para quatro grupos principais: flavonoides, isoflavonoides, neoflavonoides e antocianinas. No entanto, para não complicarmos, flavonoide é o termo mais comummente utilizado. A única distinção significativa que deve considerar é que há uma classe de flavonoides exclusiva da espécie canábis sativa — canaflavinas, sobre as quais falaremos mais adiante.

Não se preocupe se a ideia de ter que se lembrar de mais de 6000 flavonoides e quatro categorias diferentes possa parecer intimidadora. Só recentemente os investigadores começaram a analisar cada um dos grupos isoladamente.

De momento, é mais do que suficiente destacar vários flavonoides proeminentes, muitos dos quais encontrará nos alimentos, bebidas e plantas do lar.

Exemplos de flavonoides

• Apigenina

Mais de 68% do total de flavonoides nas plantas de camomila são apigeninas. Outras fontes familiares incluem a salsa, aipo e, claro, o chá de camomila.

• Canaflavinas A, B, C

Conforme mencionado, as canaflavinas são uma classe particular de flavonoides que existem unicamente na espécie canábis sativa. As canaflavinas A e B só foram descobertas nos anos 80, enquanto a canaflavina C foi isolada apenas em 2008.

• Kaempferol

Pode não reconhecer o nome deste flavonoide, mas consome-o regularmente! O kaempferol é predominante nas maçãs, uvas, chá verde, couves-de-bruxelas e na planta aloe vera.

• Quercetina

Embora comummente encontrada nos legumes, grãos e cebolas vermelhas, o sabor amargo da quercetina tornou-a uma adição popular em suplementos dietéticos e bebidas.

Exemplos de flavonoides

Como funcionam os flavonoides

Com mais de 6000 flavonoides, é impossível dizer definitivamente como todos interagem com o corpo humano, e até que ponto. Também temos de considerar o efeito entourage, um fenómeno poderoso no qual os compostos da canábis estabelecem uma sinergia para efeitos reforçados. Obviamente, quanto maior a molécula, mais impactante é este efeito — sendo por isso que os canabinoides e terpenos são vistos como intervenientes chave no efeito entourage.

Mas, os flavonoides são igualmente cruciais para manterem esta sinergia química. Além disso, considerando o papel que os flavonoides poderão desempenhar no bem-estar, já para não falar da sua escassez de toxicidade, não há nada a perder e tudo a ganhar ao incluí-los no seu regime de bem-estar.

Os flavonoides são bons para si?

Comecemos por dizer que os flavonoides não são definitivamente maus para si. Estes ocorrem naturalmente nas frutas e legumes essenciais para um estilo de vida saudável. Além disso, vários estudos aparentam demonstrar uma correlação positiva entre a ingestão de flavonoides e vários aspetos do bem-estar.

Quanto ao "quão bons" estes são, esse é um tópico que ainda permanece sob avaliação. Aquilo que sabemos, contudo, é que os flavonoides aparentam ser antioxidantes poderosos.

Em 2016, a Journal of Nutritional Science efetuou uma avaliação minuciosa sobre os flavonoides. O relatório constatou que "os flavonoides são agora considerados como um componente indispensável numa variedade de aplicações farmacêuticas, medicinais e cosméticas". O seu efeito em componentes asilares da fisiologia humana levou os cientistas a preverem que os flavonoides têm potencial enquanto "medicamentos para a prevenção de doenças crónicas". No entanto, estes também reconhecem que é essencial realizar investigações futuras para compreenderem todo o seu verdadeiro potencial.

Por que os flavonoides são importantes

Sejamos honestos, um mundo sem cor seria um lugar muito enfadonho. Todavia, as plantas e alimentos sem flavonoides poderiam tornar tudo ainda mais problemático. Estes não só desempenham um papel crucial no efeito entourage — como também podem comprovar ser aliados poderosos contra a oxidação.

Felizmente, estão a decorrer estudos para identificarem os atributos de flavonoides específicos. Já sabemos como os vários flavonoides supracitados poderão influenciar o corpo humano, mas considerando o número astronómico de flavonoides, ainda há muito a descobrir. Tendo isso em consideração, esperamos que este resumo sobre os flavonoides seja útil e destaque a importância de uma dieta (e óleo de CBD de espetro integral) rica nestes compostos orgânicos.

Se quer sentir o poder do efeito entourage, navegue pela nossa gama de óleos, cápsulas e suplementos de CBD de espetro integral na loja Cibdol. Caso pretenda saber mais sobre os diferentes tipos de flavonoides e de onde estes provêm, navegue pela nossa Enciclopédia do CBD para compreender mais aprofundadamente este tema.

De que produto eu preciso?
As Seen On: