O que São os Terpenos?

Last updated:

Published:

O vasto mundo dos terpenos aromáticos

Os aromas refrescantes do limão, pinheiro, eucalipto e plantas de cânhamo têm todos algo em comum. O seu cheiro deve-se a compostos orgânicos designados por terpenos. Os terpenos são uma grande classe de químicos que se encontram numa ampla variedade de plantas, alimentos e óleos essenciais. No cânhamo, os terpenos estão localizados dentro dos tricomas, pequeníssimos cristais em forma de cogumelo que cobrem as folhas e as flores.

Também há mais do que apenas um punhado de terpenos. Crê-se que existam mais de cem. Cada um tem uma estrutura química ligeiramente diferente e, assim sendo, fornecem um aroma exclusivo. Embora possam ser apelativos para o nosso olfato, eles destinam-se principalmente a proteger as plantas, repelindo bactérias, fungos e pragas.

Felizmente para nós, os estudos descobriram que os terpenos podem fazer mais do que fornecer apenas um aroma agradável ou dissuadir os predadores. Descobriu-se, também, que invocam uma ampla variedade de efeitos biológicos nos humanos, algo que iremos cobrir mais detalhadamente de seguida.

Quantos terpenos há e como é que são designados?

Conforme sugerimos anteriormente, os terpenos não são exclusivos do cânhamo. Se abrir o armário da cozinha, encontrará alimentos do dia-a-dia que também contêm concentrações elevadas de terpenos, tais como a pimenta preta, mangas ou erva limeira.

Embora haja mais de uma centena de terpenos diferentes, alguns são mais comuns do que outros. Os terpenos mais conhecidos incluem os seguintes:

• Mirceno

O mirceno é o terpeno mais proeminente que pode ser encontrado nas espécies Cannabis sativa, mas também se encontra fortemente presente no cravo-da-índia, salva, lúpulo e cominhos.

• Limoneno

Lembra-se do aroma refrescante do limão que mencionámos anteriormente — isto deve-se ao limoneno. Este terpeno é amplamente utilizado em perfumes, cosméticos e purificadores de ar.

• β-Cariofileno

Condimentado e apimentado, o beta-cariofileno é mais conhecido pela sua presença na pimenta preta, cravo-da-índia e canela.

• Linalol

Reconhecerá instantaneamente o aroma floral do linalol. É um terpeno pungente, mais comummente encontrado na alfazema.

O que faz com que os terpenos sejam especiais?

Os terpenos são significativos, não só devido ao seu aroma, mas também devido à sua potencial sinergia com os canabinoides presentes no corpo humano, como o CBD, CBN e CBG.

Imagine a planta de cânhamo como um grande jarro de vidro. Primeiro, encheremos o jarro com pedras, estas são os canabinoides, o maior grupo de compostos. De seguida, utilizamos seixos mais pequenos para encher alguns dos intervalos, estes são os nossos terpenos. Finalmente, para encher o jarro, colocamos areia — flavonoides e outras moléculas essenciais. Precisa de todos os elementos para que a planta fique completa.

Além disso, há indícios que sugerem que quando os canabinoides e terpenos existem em conjunto, os seus respetivos efeitos biológicos são reforçados. Este fenómeno — conhecido como o **efeito "entourage" — é o que faz com que as moléculas que se encontram no cânhamo sejam únicas. Contudo, mesmo isolados, os estudos demonstraram que os terpenos podem ter impactos biológicos por si só.
**efeito "entourage" - https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6334252/

Que efeitos têm os terpenos?

A extensão do potencial dos terpenos aparenta ser vasta. Um **artigo da British Pharmacological Society descobriu que os terpenos exibem "efeitos terapêuticos únicos que podem contribuir significativamente para os efeitos "entourage" de extratos medicinais à base de canábis". Acrescentaram, inclusive, que as interações entre os canabinoides e os terpenos poderão levar à "sinergia no que diz respeito ao tratamento da dor, inflamação, depressão, ansiedade, vício, epilepsia, cancro e infeções fúngicas e bacterianas".
**artigo - https://bpspubs.onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/j.1476-5381.2011.01238.x

Resumindo, embora os canabinoides possam ser as estrelas da companhia, eles podem ter um impacto ainda maior com o auxílio dos terpenos. Ainda há muito a descobrir sobre o funcionamento interno dos terpenos e, embora tenhamos listado alguns acima, isto é apenas a ponta do icebergue. Em artigos futuros, iremos continuar a explorar os terpenos mais detalhadamente para descobrirmos qual é exatamente o seu potencial.

Registe-se e aproveite 10% de desconto na sua primeira compra

De que produto eu preciso?
As Seen On: