Published:

Updated:

Author: Luke Sholl

O Seu Apetite Aumentará se Tomar Óleo CBD?

O Seu Apetite Aumentará se Tomar Óleo CBD?

A nossa relação com a comida é um caso complicado, com fatores genéticos e ambientais a desempenharem um papel importante na quantidade de alimentos que ingerimos. Mas, sendo um apetite saudável crucial para um funcionamento robusto, como é que o óleo CBD poderá apoiar a sua jornada de bem-estar?

Como funciona o apetite

Para saber se o óleo CBD consegue estimular o nosso apetite, primeiro temos de compreender o que se passa no interior do nosso corpo quando sentimos fome. Nesse sentido, é importante destacar a diferença entre fome e apetite.

A fome é a necessidade de comer, um mecanismo inato de sobrevivência que mantém o nosso corpo em condições ideais. Afinal de contas, os alimentos são energia, e sem energia para se movimentarem, os nossos antepassados pré-históricos não teriam durado muito tempo!

O apetite, por outro lado, é o desejo de comer. Quando temos fome, precisamos de alimentos, isso é inevitável, mas o nosso apetite define os tipos de alimentos que gostamos e que consideramos apelativos. Simplificando, o apetite é "um desejo natural de satisfazer uma necessidade corporal, especialmente alimentos".

É perfeitamente normal sentir fome e procurar alimentos. Mas, além dos mecanismos fisiológicos (enzimas, neuroquímicos e sinalização dos recetores), são os fatores ambientais que tendem a provocar o caos nos nossos hábitos de alimentação.

Por exemplo, imagine que está numa reunião de família ou num evento relacionado com o trabalho. Mesmo que tenha comido de antemão, é altamente provável deliciar-se com os alimentos ou petiscos que são colocados à sua disposição. Neste cenário, não é a necessidade física pelos alimentos que nos motiva a alimentarmo-nos, mas uma fisiológica — a nossa forma de pensar e sentir também afeta a quantidade e a frequência com que comemos.

Como é que o óleo CBD afeta o apetite?

O Seu Apetite Aumentará se Tomar Óleo CBD?

A espécie canábis sativa tem uma reputação de afetar a quantidade de alimentos que ingerimos devido ao THC. Ao ligar-se aos recetores canabinoides no cérebro, o THC anula os sinais que habitualmente diriam ao nosso corpo que estamos cheios. Todavia, no caso do óleo CBD, não estamos a lidar com o THC. Ao contrário do THC, os óleos CBD são derivados do cânhamo, uma variante seletivamente cultivada da canábis sativa com baixos índices de THC e desprovida de efeitos secundários psicotrópicos.

Ao invés de se ligar diretamente aos recetores canabinoides, o CBD aparenta trabalhar indiretamente, reforçando a eficiência geral do sistema endocanabinoide — uma vasta rede responsável por manter o equilíbrio. Felizmente para nós, esse equilíbrio estende-se a mecanismos biológicos fundamentais tais como o humor e o apetite.

Contudo, a vasta influência do CBD apresenta um problema. Embora algumas evidências sugiram que o óleo CBD pode promover o apetite, outros resultados indicam que este pode diminuir os sentimentos de fome — assim sendo, qual destes está correto?

O óleo CBD pode aumentar o apetite?

A capacidade do CBD estimular o apetite pode derivar da sua influência sobre os recetores de serotonina[1]. Os recetores 5-HT desempenham um papel importante no apetite e na digestão, e os estudos sugerem que o CBD pode ajudar a aumentar o apetite reduzindo sintomas das dores estomacais[2], ao invés de afetar os sentimentos de fome diretamente.

O óleo CBD pode suprimir o apetite?

Na outra extremidade do espetro, há o potencial de que o óleo CBD possa suprimir o apetite[3]. Uma vez mais, isto aparenta ter menos a ver com o canabinoide afetar diretamente os mecanismos envolvidos no apetite, e está mais relacionado com os efeitos suavizantes do CBD. Lembre-se, os fatores psicológicos influenciam fortemente o nosso apetite, e muitas pessoas comem como um mecanismo de defesa quando se sentem pressionadas ou desconfortáveis.

Como utilizar o óleo CBD para apoiar um apetite saudável

Os estudos sobre o CBD e o apetite são contínuos, mas não subestime o potencial do canabinoide. Algumas gotas de óleo CBD poderão ajudá-lo a focar-se em constituir hábitos que encorajarão um apetite saudável enquanto apoia o seu impulso corporal a manter um estado equilibrado.

A dificuldade, contudo, é desenvolver hábitos que funcionam em conjunto com o óleo CBD — mas a Cibdol pode ajudar. Abaixo, encontrará várias formas diretas de encorajar e apoiar um apetite saudável.

Mantenha-se ativo

Provavelmente não o surpreende, de todo, mas manter-se ativo é uma das melhores formas de apoiar um apetite saudável. Em primeiro lugar, ao exercitar (independentemente do exercício), queimará calorias. Isto não só é ótimo para a perda de peso, mas significa que podemos deliciar-nos com mimos doces com um pouco mais de liberdade. Embora seja essencial desenvolver uma abordagem equilibrada à alimentação, e a maioria da sua dieta deva ser saudável, é igualmente importante deliciar-se com alguns alimentos que aprecia — ainda que seja um bolo!

Em segundo lugar, se é alguém que tem dificuldade em comer regularmente, o exercício também pode ser útil aqui. As sessões regulares de cardio libertam endorfinas que nos fazem sentir bem e encorajam o corpo a querer reabastecer-se.

Suplemente com ácidos gordos ómega

Os ácidos gordos ómega têm uma pletora de benefícios, um dos quais aparenta ser uma influência positiva[4] na perda de peso. Contudo, nem todos os ácidos gordos ómega são iguais, portanto, é essencial focar-se nos ácidos gordos ómega 3 que encontramos no peixe oleoso, nozes e sementes de cânhamo. De facto, o óleo de semente de cânhamo prensada a frio é uma fonte excelente de ómega 3, antioxidantes e proteína vegetal.

Mantenha-se fiel a um determinado horário

Os humanos são criaturas de hábitos, mas com um trabalho agitado e as agendas sociais, comer é habitualmente a primeira atividade que prescindimos. Contudo, comer apenas quando podemos, e não em intervalos fixos, é certamente uma forma de desenvolver hábitos alimentares prejudiciais. Pelo contrário, se tentarmos comer à mesma hora ao longo do dia, isto pode impedir-nos da compulsão inevitável e de tentarmos saciar a nossa fome com petiscos.

O óleo CBD e o apetite — o fundamental

O apetite é um mecanismo complexo. Considerando as nuances do óleo CBD e a diversidade do nosso sistema endocanabinoide, ainda há muito a aprender sobre como o óleo pode afetar-nos.

É importante compreender que a relação com os alimentos é tão emocional quanto física. Embora o óleo CBD possa afetar diferentemente o apetite em diferentes pessoas, incluí-lo no âmbito de uma dieta saudável fornece um começo excelente para a sua jornada de bem-estar.

Porque não visita a loja Cibdol e navega pela nossa seleção completa de óleos, cápsulas e ofertas CBD? Ou, caso esteja interessado no CBD, mas não tenha a certeza sobre qual é o produto mais indicado para si, a nossa Enciclopédia do CBD pode ajudar.

Author
Luke Sholl

Title/author.

Luke Sholl
Com mais de uma década de experiência escrevendo sobre CBD e canabinoides, Luke é um jornalista consagrado e escritor-chefe para a Cibdol e outras publicações sobre canabinoides. Comprometido com os fatos, sua fascinação pelo CBD também engloba fitness, nutrição e prevenção de doenças.
Luke Sholl

Title/author.

Luke Sholl
Com mais de uma década de experiência escrevendo sobre CBD e canabinoides, Luke é um jornalista consagrado e escritor-chefe para a Cibdol e outras publicações sobre canabinoides. Comprometido com os fatos, sua fascinação pelo CBD também engloba fitness, nutrição e prevenção de doenças.
Fontes

[1] Bolognini, D., Rock, E. M., Cluny, N. L., Cascio, M. G., Limebeer, C. L., Duncan, M., Stott, C. G., Javid, F. A., Parker, L. A., & Pertwee, R. G. (2013). Cannabidiolic acid prevents vomiting in Suncus murinus and nausea-induced behaviour in rats by enhancing 5-HT1A receptor activation. PubMed. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/23121618/ [Fonte]

[2] Farrimond, J. A., Whalley, B. J., & Williams, C. M. (2012). Cannabinol and cannabidiol exert opposing effects on rat feeding patterns. PubMed. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/22543671/ [Fonte]

[3] Rock, E. M., Bolognini, D., Limebeer, C. L., Cascio, M. G., Anavi-Goffer, S., Fletcher, P. J., Mechoulam, R., Pertwee, R. G., & Parker, L. A. (2012). Cannabidiol, a non-psychotropic component of cannabis, attenuates vomiting and nausea-like behaviour via indirect agonism of 5-HT(1A) somatodendritic autoreceptors in the dorsal raphe nucleus. PubMed. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21827451/ [Fonte]

[4] Safaeiyan, A., Ostadrahimi, A., Sanayei, M., Rasmi, Y., & Taraghijou, P. (2018, September 13). Effect of omega-3 fatty acids on appetite, energy and macronutrient intake and body weight in obese adults: a randomized clinical trial. Mattioli 1885. https://www.mattioli1885journals.com/index.php/progressinnutrition/article/view/5481 [Fonte]

De que produto eu preciso?
As Seen On: