O CBD Afeta As Suas Hormonas?

Last updated:

Published:

O CBD Afeta As Suas Hormonas?

O CBD, ou canabidiol, é um dos principais componentes encontrados nas plantas de canábis e cânhamo. Este componente recebeu muita atenção recentemente devido às suas diversas propriedades benéficas.

Mas como funciona exatamente o CBD? Infelizmente, a resposta para esta pergunta é muito complexa. O CBD tem um impacto nos recetores por todo o corpo, produzindo uma variedade de resultados, incluindo aqueles que afetam a produção de hormonas.

Neste artigo exploraremos de que forma o CBD afeta o sistema endócrino e a produção de hormonas como o cortisol, a insulina e a melatonina.

As hormonas e o sistema endócrino

Antes de olharmos para os efeitos específicos do CBD nas hormonas, é importante ter uma noção básica do que são as hormonas em si, do sistema endócrino e da relação entre os dois.

As hormonas são essencialmente mensageiros químicos. Estão envolvidas em vários processos corporais, incluindo o crescimento e desenvolvimento, o metabolismo e o apetite, a função sexual, a reprodução e o humor.

O sistema endócrino é composto por uma variedade de glândulas que produzem hormonas, como a tiroide, o pâncreas, a glândula pineal e outras. As hormonas produzidas por estas glândulas são químicos particularmente poderosos que podem ter grandes efeitos no corpo, mesmo em pequenas quantidades.

Como o CBD afeta as hormonas

Quando ingerimos canabinoides como o CBD, eles interagem com o sistema endocanabinoide natural do nosso corpo. Este é um sistema complexo envolvido na gestão de processos fisiológicos como o apetite, o humor e muito mais.

Estudos mostraram que o sistema endocanabinoide também está envolvido na gestão de processos endócrinos. Fá-lo ao ativar recetores no cérebro e no corpo que influenciam diretamente a atividade na tiróide e nas glândulas pineal e pituitária.

Portanto, ao estimular o sistema endocanabinoide, o CBD e outros canabinoides podem afetar diretamente os níveis de hormonas no corpo. Deixamos-lhe alguns exemplos de como o CBD influencia os níveis de hormonas.

CBD e o cortisol

Um dos principais papeis do sistema endócrino é gerir a nossa resposta ao stress. Fá-lo através de hormonas como a epinefrina (também conhecida como adrenalina) e o cortisol.

O cortisol é uma das principais hormonas envolvidas em gerir a resposta ao stress. Também está envolvido em gerir o metabolismo, a memória e até mesmo a cicatrização de feridas. O corpo humano produz cortisol naturalmente na glândula adrenal.

O cortisol é vital para a sobrevivência humana e é responsável por mediar a nossa resposta natural de "lutar ou fugir". Porém, os níveis aumentados de cortisol são problemáticos, produzindo sintomas que podem ir desde o ganho de peso e mudanças de humor até um aumento da ansiedade.

Felizmente, acredita-se que o CBD interfere com a secreção do cortisol, diminuindo a sua prevalência em amostras de sangue como resultado. Um estudo duplo-cego administrou a 11 pacientes "normais" CBD ou um placebo para determinar os seus efeitos na prolactina plasmática, hormonas de crescimento e cortisol. Embora os níveis de hormonas de crescimento e prolactina tenham permanecido os mesmos, na presença do CBD os níveis de cortisol caíram significativamente.

CBD e insulina

Outro papel importante do sistema endócrino é gerir o metabolismo. Uma das muitas formas de o fazer é através da produção de hormonas vitais no pâncreas. Estas hormonas incluem o glucagon, a somatostatina e a insulina, entre outros.

A insulina é uma hormona importante que ajuda o corpo a absorver e guardar os nutrientes da comida. Sem a insulina, o açúcar da comida não seria capaz de ultrapassar a corrente sanguínea para chegar às células individuais.

De forma muito semelhante ao cortisol (e muitas outras hormonas), os desequilíbrios de insulina podem ter efeitos prejudiciais para a saúde humana. A falta de insulina leva a um aumento dos níveis de açúcar no sangue (hiperglicemia), enquanto a insulina excessiva leva a um baixo nível de açúcar no sangue (hipoglicemia).

Uma das condições mais comuns que surge dos problemas com a insulina é a diabetes. Pessoas com diabetes sofrem com altos níveis de açúcar constantes no sangue porque os seus corpos têm dificuldade em produzir ou usar a insulina de maneira apropriada.

Uma grande variedade de estudos explorou já os efeitos dos canabinoides no metabolismo, bem como a relação entre canabinoides, insulina e diabetes. Embora a exata relação entre insulina e CBD não esteja ainda clara, um estudo de 2006 notou uma queda na ocorrência de diabetes em ratos tratados com CBD - de 86% para 30%. Outros estudos mostram que o CBD pode ter um impacto direto no funcionamento do pâncreas, afetando a produção de insulina, de açúcar no sangue e mais.

CBD e melatonina

Não é necessário explicar que o sono é extremamente importante para uma boa saúde. O nosso sistema endócrino está envolvido neste processo ao produzir hormonas como a melatonina para induzir o sono ou gerir os níveis de energia. A melatonina é produzida na glândula pineal do cérebro.

A melatonina é uma das hormonas mais importantes envolvidas no nosso ciclo dormir-acordar, ou ritmo circadiano. Os níveis de melatonina tendem a aumentar à noite e a diminuir pela manhã. Factores ambientais como a escuridão e a exposição à luz azul também têm impacto nos níveis de melatonina.

O Sistema Endocanabinoide (SE) mostrou estar muito envolvido na gestão do sono. Um estudo publicado no jornal PLoS One da Public Library of Science descobriu inclusive que o SE regula diretamente a estabilidade do sono pela ativação de recetores CB1.

Os recetores de canabinoides foram encontrados em muitas glândulas do sistema endócrino. Ao ativar os recetores da glândula pineal, o CBD pode ajudar a estimular a secreção de hormonas do sono como a melatonina, afetando o sono e os níveis de energia. Além disso, o CBD pode complementar a melatonina, com impacto no ciclo dormir-acordar. Embora o CBD não seja geralmente sedativo, as suas propriedades ansiolíticas e calmantes podem ajudar a melhorar o descanso.

O CBD e a homeostase

Estudos mostraram que canabinoides como o CBD podem influenciar direta e indiretamente a produção e secreção de hormonas como o cortisol, a insulina, a melatonina e outras. Portanto, os canabinoides e o sistema endocanabinoide podem influenciar a homeostase.

A homeostase refere-se ao equilíbrio interno necessário para os organismos funcionarem apropriadamente. Nos humanos, a homeostase garante basicamente que estamos a funcionar. Alguns exemplos das variáveis que mantêm esse equilíbrio incluem:

• Temperatura corporal
• Apetite
• Sede
• Batimentos cardíacos
• Pressão sanguínea
• Ciclo do sono

Uma das áreas-chave responsáveis por regular essas variáveis é o hipotálamo, uma região do cérebro composta por grupos de células nervosas localizadas acima do tronco cerebral. O hipotálamo é uma das principais partes do sistema endócrino.

Assim como outras regiões do cérebro, o hipotálamo contém recetores de canabinoides. Estudos sugerem que visar estes recetores e estimulá-los com canabinoides como o CBD, por exemplo, pode ajudar a gerir os muitos processos requeridos para a homeostase.

Suplementação com CBD

Como já vimos, o CBD e o sistema endocanabinoide estão ligados ao funcionamento do sistema endócrino e à produção de hormonas no corpo. Para aqueles que procuram devolver ao corpo uma sensação de homeostase, pode ser positivo experimentar novas formulações sofisticadas de CBD.

Na Cibdol, orgulhamo-nos de produzir alguns dos mais puros e fortes produtos de CBD disponíveis no mercado atualmente. Usando cânhamo naturalmente cultivado, produzimos óleos de CBD, cremes e suplementos da melhor qualidade nos nossos laboratórios suíços.

Registe-se e aproveite 10% de desconto na sua primeira compra

De que produto eu preciso?