Os Possíveis Efeitos Secundários do CBD

O CBD é um suplemento nutricional extremamente popular que oferece uma série de efeitos farmacológicos benéficos. Este composto, classificado como canabinoide, é produzido dentro da planta de canábis e não é intoxicante. O CBD demonstra ter um bom perfil de segurança em humanos, é bem tolerado na maioria das vezes e não mostra efeitos que indiquem a possibilidade de abuso ou dependência física. As pesquisas também mostram que o canabinoide tem pouco ou nenhum efeito em parâmetros fisiológicos como pressão sanguínea, batimentos cardíacos e temperatura corporal. No entanto, alguns dos estudos são contestados, como veremos mais à frente.

Efeitos secundários do CBD

Assim como com qualquer vitamina, mineral ou suplemento de ervas, o CBD causa alguns efeitos secundários. Qualquer substância tem o potencial de afetar pessoas diferentes de formas diferentes. Antes de começar a tomar CBD como parte do seu regime diário, é importante estar ciente dos seus possíveis efeitos secundários. Recomenda-se que discuta o uso do CBD com o seu médico antes para ter a certeza que está a tomar a melhor decisão.

Pode sentir a boca seca após tomar CBD

O CBD tem o potencial de causar boca seca, mesmo se o método de administração não tiver nada a ver com fumar ou vaporizar. Na verdade, o CBD causa boca seca pela sua interação com o sistema endocanabinoide. Ao afetar os recetores de canabinoides nas glândulas salivares, o CBD reduz a secreção de saliva, causando a boca seca. Embora seja desconfortável, é facilmente remediável com uma garrafa de água ou sumo após tomar o CBD.

O CBD pode diminuir a pressão sanguínea

Não acabamos de dizer que o CBD não possui efeitos na pressão sanguínea? Estudos parecem mostrar que, embora o CBD não cause nenhuma mudança grande na pressão sanguínea, ele pode causar uma redução temporária. Para a maioria das pessoas, essa alteração será completamente ignorada, mas para quem sofre de certas condições de saúde, mesmo uma pequena mudança na pressão sanguínea pode ser significativa.

Tomar CBD pode causar sonolência e tonturas

Outros efeitos secundários relatados do CBD incluem sonolência e tonturas. Alguns utilizadores mencionaram sentir-se mais alerta e acordados após uma dose, enquanto outros começam a sentir-se mais relaxados e sonolentos. Da mesma forma, alguns utilizadores relataram tonturas, o que, novamente, pode ser associado a uma pequena queda na pressão sanguínea. Por causa dos efeitos secundários potenciais, é importante que os utilizadores comecem com pequenas doses e aumentem gradualmente após verem como o CBD os afeta. Também faz sentido evitar conduzir ou operar máquinas após tomar o CBD pelas primeiras vezes.

O CBD pode interagir com remédios prescritos

Uma publicação de 2017 declarou que o CBD pode causar uma série de efeitos secundários ao ser tomado em conjunto com certas drogas farmacêuticas. Isto deve-se à interação do canabinoide com enzimas que metabolizam remédios, incluindo os que pertencem à família citocromo P450. Uma vez metabolizado pela P450, o CBD acaba essencialmente por desmontar as enzimas e evitar que elas metabolizem outros remédios. Isto pode resultar em níveis maiores de outras drogas no corpo por períodos maiores. Pessoas que tomam qualquer tipo de remédio devem consultar o seu médico antes de tomar CBD. Para mais informações sobre o CBD e a enzima P450, consulte o nosso artigo sobre o tópico.

O CBD e potenciais efeitos secundários - conclusão

A maior parte das pesquisas atuais sobre os efeitos secundários potenciais do CBD resulta de estudos in vitro (envolvendo células) e com animais. São necessários mais estudos com humanos para chegar a conclusões adequadas sobre os efeitos secundários do CBD, especialmente em tópicos contestados como os mencionados acima. Um estudo publicado no jornal Cannabis and Cannabinoid Research discute o problema comparando os resultados de estudos com humanos e animais. Em humanos, o CBD é geralmente administrado oralmente ou via inalação. Em roedores, o CBD é administrado oralmente ou por injeção.

Adicionalmente, as concentrações de sangue do CBD nos humanos e nos roedores diferem com a administração oral. Mesmo que as mesmas concentrações de sangue sejam atingidas entre as espécies, o CBD pode ter efeitos biológicos diversos. Até ao momento, o perfil de segurança do CBD é alto, mas os estudos mais aprofundados em humanos são vitais.

De que produto eu preciso?