About the author
Sources
Fontes

[1] Taura F, Morimoto S, Shoyama Y. Purificação e caracterização da sintase do ácido canabidiólico da Cannabis sativa L.. Análise bioquímica de uma nova enzima que catalisa a oxidociclização do ácido canabigerólico para ácido canabidiólico. O Journal of Biological Chemistry. 1996;271(29):17411-17416. doi:10.1074/jbc.271.29.17411 [Fonte]

[2] Nachnani R, Raup-Konsavage WM, Vrana KE. O Caso Farmacológico para o Canabigerol. O Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics. 2021;376(2):204-212. doi:10.1124/jpet.120.000340 [Fonte]

[3] Nachnani R, Raup-Konsavage WM, Vrana KE. O Caso Farmacológico para o Canabigerol. O Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics. 2021;376(2):204-212. doi:10.1124/jpet.120.000340 [Fonte]

[4] Nachnani R, Raup-Konsavage WM, Vrana KE. O Caso Farmacológico para o Canabigerol. O Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics. 2021;376(2):204-212. doi:10.1124/jpet.120.000340 [Fonte]

[5] Smeriglio A, Giofrè SV, Galati EM, et al. Inibição da atividade através dos extrato de quimiotipos com alto conteúdo de canabidiol ou canabigerol. Fitoterapia. 2018;127:101-108. doi:10.1016/j.fitote.2018.02.002 [Fonte]

[6] D’Aniello E, Fellous T, Iannotti FA, et al. Identificação e caracterização dos fitocanabinoides como novos agonistas duplos do PPARα/γ através de uma abordagem experimental computacional e in vitro. Biochimica Et Biophysica Acta General Subjects. 2019;1863(3):586-597. doi:10.1016/j.bbagen.2019.01.002 [Fonte]

[7] Nallathambi R, Mazuz M, Namdar D, et al. Identificação da Interação Sinergética Entre os Compostos Derivados da Canábis para a Atividade Citotóxica nas Linhas de Células Cancerígenas Colorretais e Pólipos do Cólon que Induzem Morte Celular Relacionada com a Apoptose e Expressão Genética Distinta. Cannabis and Cannabinoid Research. 2018;3(1):120-135. doi:10.1089/can.2018.0010 [Fonte]

[8] van Breemen RB, Muchiri RN, Bates TA, et al. Entrada Celular do Bloco de Canabinoides da SARS-CoV-2 e as Variantes Emergentes. Journal of Natural Products. Publicado online a 10 de janeiro de 2022. doi:10.1021/acs.jnatprod.1c00946 [Fonte]

Back

Ácido Canabigerólico (CBGA): Tudo o que Precisa Saber

O que é o CBGA?

O CBGA é conhecido como o "canabinoide progenitor", agindo eficazmente como o percursor de todos os membros da família canabinoide. No entanto, a sua função na biossíntese canabinoide não é a única característica que vale a pena explorar — o CBGA também pode ter aplicações relevantes para humanos. Continue a ler para saber mais.

O que é o CBGA?

O CBGA, ou ácido canabigerólico, desempenha um papel central na criação de todos os canabinoides contidos no cânhamo e na canábis. Este é amplamente considerado como o "canabinoide progenitor", dado que canabinoides como o CBD, CBC e THC não existiriam sem este. De facto, sem o CBGA, nenhum outro canabinoide existiria!

Contudo, o papel do CBGA na biossíntese canabinoide demorou na realidade um tempo considerável a descobrir-se. A compreensão surgiu eventualmente no final dos anos noventa, cerca de trinta e poucos anos após a sua descoberta inicial, cortesia de cientistas japoneses.[1] Não obstante, provavelmente estará a interrogar-se, como é que um único composto abre o caminho para mais de uma centena de canabinoides únicos?

De onde vem o CBGA?

A história da origem do CBGA começa durante as fases iniciais do desenvolvimento da planta de canábis. Através de uma série de reações químicas, os tricomas da canábis criam o ácido olivetólico (OA) e difosfato de geranila (GPP), e estas moléculas são depois convertidas em CBGA.

Uma vez sintetizado, o CBGA pode tornar-se numa série de ácidos canabinoides, dependendo de que enzima catalisa a reação. A sintase de THCA, sintase de CBDA e sintase de CBCA convertem o CBGA em THCA, CBDA e CBCA, respetivamente.

No entanto, o CBGA também pode ser convertido no canabinoide CGB se for exposto às condições corretas. Quando exposto ao calor, um grupo carboxila separa-se da molécula. Este processo — conhecido como descarboxilação — cria o CBG.

O CBGA também desempenha outros papéis fundamentais na planta canábis. Sendo um metabólito secundário, este ajuda a direcionar recursos para as flores para a produção de resina e de sementes. A molécula alcança este feito impressionante apoiando a morte celular programada nas folhas, o que liberta energia crítica.

Qual é a diferença entre o CBGA e o CBG?

O CBGA e o CBG diferem quimicamente, dado que o primeiro é um composto ácido que só está presente no material em estado bruto da planta, enquanto o segundo é descarboxilado. No entanto, as distinções significativas entre os canabinoides parecem terminar aqui, por agora. Dado que a investigação relativa ao CBG e ao CBGA ainda está a decorrer, de momento sabemos muito pouco.

Considerando que os cientistas só descobriram a função do CBGA na biossíntese canabinoide em 1996, a nossa compreensão sobre o composto é limitada. Sabemos que ambos interagem com o corpo humano através do sistema endocanabinoide (SEC) e os seus vários recetores. Em que recetores estes compostos podem ligar-se, e até que ponto, permanece por se constatar.

Encorajadoramente, ambos os compostos aparentam ser não-psicotrópicos, o que significa que não induzem uma moca, no entanto, a escassez de dados também significa que não sabemos se estes canabinoides interagem com os medicamentos. Resumindo, as indicações iniciais sobre o CBGA e o CBG aparentam ser positivas, mas simplesmente não compreendemos o suficiente sobre ambos os canabinoides para confirmarmos a sua segurança.[2]

Como funciona o CBGA?

Embora saibamos muito pouco, podemos examinar a investigação disponível para vermos como é que o CBGA pode funcionar no corpo:

• Alguns indicadores iniciais sugerem que o CBG tem uma relação única com os adrenoceptores e recetores 5-HT, o que indica uma interação potencialmente similar com o CBGA.[3]

• Pensa-se que o CBG seja um agonista fraco ou parcial do CB1 e CB2,[4] mas muito pouca desta relação foi elucidada e, por conseguinte, não comprovada.

• O CBGA desempenha um papel crucial no efeito entourage, um fenómeno em que o potencial combinado dos canabinoides, terpenos e outros compostos contidos na canábis sai reforçado. Por exemplo, os produtos de canabinoides de espetro integral tiram partido deste fenómeno para melhorar a influência geral no bem-estar.

O que é o CBGA?

Quais são os efeitos do CBGA?

A investigação sobre o CBGA é incrivelmente limitada, com apenas um punhado de estudos disponíveis para avaliação:

• O CBGA e as diabetes: um estudo na revista Fitoterapia analisou o efeito de uma estirpe rica em CBGA na enzima aldose redutase — uma molécula associada às diabetes.[5]

• O CBGA e o metabolismo: um artigo de 2019 na Biochimica et Biophysica Acta detalha a investigação computacional e celular que sugere que o ácido canabinoide pode ligar-se aos recetores ativados por proliferadores de peroxissoma (PPARs), que estão associados ao metabolismo.[6]

• O CBGA e as células cancerígenas: os investigadores em Israel testaram "extratos de canábis não aquecidos (C2F), fracção 7 (F7) e fracção 3 (F3)" em células cancerígenas do cólon.[7]

• O CBGA e a COVID-19: duas universidades do Óregon colaboraram para testar a eficácia dos canabinoides contra a SARS-CoV-2.[8]

Embora possa parecer que há interesse limitado no CBGA, a escassez de investigação tem um bom motivo. Dado que o ácido canabigerólico é o percursor de todos os canabinoides, este é incrivelmente difícil de isolar.

No entanto, com o interesse recente no CBGA graças à investigação relativa à COVID-19, não há qualquer dúvida de que iremos assistir a um interesse renovado nas suas aplicações práticas.

Navegue pela loja Cibdol para descobrir uma variedade de produtos de espetro integral que capitalizam o efeito entourage. Ou, para saber mais sobre os canabinoides ácidos contidos no cânhamo, visite a nossa Enciclopédia CBD para saber tudo o que precisa saber.

PERGUNTAS FREQUENTES

O CBGA é legal?
Dado que o ácido canabinoide é não-psicotrópico, o CBGA é legal em muitos dos mesmos países onde o é o CBD. O CBG é obtido a partir das culturas de cânhamo com baixo conteúdo de THC atualmente legais nos Estados Unidos e em muitos países europeus.
O CBGA é o mesmo que o CBG?
O CBGA é um ácido percursor do CBG, o que significa que o seu impacto no corpo humano pode diferir. A investigação está atualmente a determinar as principais diferenças entre estes compostos.
Fontes

[1] Taura F, Morimoto S, Shoyama Y. Purificação e caracterização da sintase do ácido canabidiólico da Cannabis sativa L.. Análise bioquímica de uma nova enzima que catalisa a oxidociclização do ácido canabigerólico para ácido canabidiólico. O Journal of Biological Chemistry. 1996;271(29):17411-17416. doi:10.1074/jbc.271.29.17411 [Fonte]

[2] Nachnani R, Raup-Konsavage WM, Vrana KE. O Caso Farmacológico para o Canabigerol. O Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics. 2021;376(2):204-212. doi:10.1124/jpet.120.000340 [Fonte]

[3] Nachnani R, Raup-Konsavage WM, Vrana KE. O Caso Farmacológico para o Canabigerol. O Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics. 2021;376(2):204-212. doi:10.1124/jpet.120.000340 [Fonte]

[4] Nachnani R, Raup-Konsavage WM, Vrana KE. O Caso Farmacológico para o Canabigerol. O Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics. 2021;376(2):204-212. doi:10.1124/jpet.120.000340 [Fonte]

[5] Smeriglio A, Giofrè SV, Galati EM, et al. Inibição da atividade através dos extrato de quimiotipos com alto conteúdo de canabidiol ou canabigerol. Fitoterapia. 2018;127:101-108. doi:10.1016/j.fitote.2018.02.002 [Fonte]

[6] D’Aniello E, Fellous T, Iannotti FA, et al. Identificação e caracterização dos fitocanabinoides como novos agonistas duplos do PPARα/γ através de uma abordagem experimental computacional e in vitro. Biochimica Et Biophysica Acta General Subjects. 2019;1863(3):586-597. doi:10.1016/j.bbagen.2019.01.002 [Fonte]

[7] Nallathambi R, Mazuz M, Namdar D, et al. Identificação da Interação Sinergética Entre os Compostos Derivados da Canábis para a Atividade Citotóxica nas Linhas de Células Cancerígenas Colorretais e Pólipos do Cólon que Induzem Morte Celular Relacionada com a Apoptose e Expressão Genética Distinta. Cannabis and Cannabinoid Research. 2018;3(1):120-135. doi:10.1089/can.2018.0010 [Fonte]

[8] van Breemen RB, Muchiri RN, Bates TA, et al. Entrada Celular do Bloco de Canabinoides da SARS-CoV-2 e as Variantes Emergentes. Journal of Natural Products. Publicado online a 10 de janeiro de 2022. doi:10.1021/acs.jnatprod.1c00946 [Fonte]

Author
Luke Sholl

Title/author.

Luke Sholl
Com mais de uma década de experiência escrevendo sobre CBD e canabinoides, Luke é um jornalista consagrado e escritor-chefe para a Cibdol e outras publicações sobre canabinoides. Comprometido com os fatos, sua fascinação pelo CBD também engloba fitness, nutrição e prevenção de doenças.
Luke Sholl

Title/author.

Luke Sholl
Com mais de uma década de experiência escrevendo sobre CBD e canabinoides, Luke é um jornalista consagrado e escritor-chefe para a Cibdol e outras publicações sobre canabinoides. Comprometido com os fatos, sua fascinação pelo CBD também engloba fitness, nutrição e prevenção de doenças.
Fontes

[1] Taura F, Morimoto S, Shoyama Y. Purificação e caracterização da sintase do ácido canabidiólico da Cannabis sativa L.. Análise bioquímica de uma nova enzima que catalisa a oxidociclização do ácido canabigerólico para ácido canabidiólico. O Journal of Biological Chemistry. 1996;271(29):17411-17416. doi:10.1074/jbc.271.29.17411 [Fonte]

[2] Nachnani R, Raup-Konsavage WM, Vrana KE. O Caso Farmacológico para o Canabigerol. O Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics. 2021;376(2):204-212. doi:10.1124/jpet.120.000340 [Fonte]

[3] Nachnani R, Raup-Konsavage WM, Vrana KE. O Caso Farmacológico para o Canabigerol. O Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics. 2021;376(2):204-212. doi:10.1124/jpet.120.000340 [Fonte]

[4] Nachnani R, Raup-Konsavage WM, Vrana KE. O Caso Farmacológico para o Canabigerol. O Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics. 2021;376(2):204-212. doi:10.1124/jpet.120.000340 [Fonte]

[5] Smeriglio A, Giofrè SV, Galati EM, et al. Inibição da atividade através dos extrato de quimiotipos com alto conteúdo de canabidiol ou canabigerol. Fitoterapia. 2018;127:101-108. doi:10.1016/j.fitote.2018.02.002 [Fonte]

[6] D’Aniello E, Fellous T, Iannotti FA, et al. Identificação e caracterização dos fitocanabinoides como novos agonistas duplos do PPARα/γ através de uma abordagem experimental computacional e in vitro. Biochimica Et Biophysica Acta General Subjects. 2019;1863(3):586-597. doi:10.1016/j.bbagen.2019.01.002 [Fonte]

[7] Nallathambi R, Mazuz M, Namdar D, et al. Identificação da Interação Sinergética Entre os Compostos Derivados da Canábis para a Atividade Citotóxica nas Linhas de Células Cancerígenas Colorretais e Pólipos do Cólon que Induzem Morte Celular Relacionada com a Apoptose e Expressão Genética Distinta. Cannabis and Cannabinoid Research. 2018;3(1):120-135. doi:10.1089/can.2018.0010 [Fonte]

[8] van Breemen RB, Muchiri RN, Bates TA, et al. Entrada Celular do Bloco de Canabinoides da SARS-CoV-2 e as Variantes Emergentes. Journal of Natural Products. Publicado online a 10 de janeiro de 2022. doi:10.1021/acs.jnatprod.1c00946 [Fonte]

De que produto eu preciso?
As Seen On: